Maminha na Pressão!

Que a gente merece… eu, nem tanto, mas a maioria das pessoas que vem aqui em casa sim, merecem bastante! Comprei a maminha ontem, espero ter acertado! Cerveja tá gelada, Titia e Azamba na casa, Giba Canalha recusou o décimo sexto convite seguido, falta só um casal com uma amiguinha pro Duda. E a gente vai ficando adulto… me dá um certo medo de ouvir aquela música do Walverdes, mas é isso. A gente envelhece. Eu me vejo aqui como o Duda, e os adultos em volta eram pessoas do jaez de um Helinho, Robertinho, Padrinho Rock and Roll, a gente tem que se esforçar pra ele ter o que eu tinha. Os melhores tios com aspas do mundo! Gente que ensinava a jogar War e ouvir Chico Buarque e a fazer os 90 minutos nas cadeiras do Serra Dourada durarem pra sempre na memória!

Eu não sei cozinhar, o Azamba vai de Randico, mas tão Randico, que cabe a ele azucrinar o Duda. “Pai, o Azamba tá Randico” de vez em quando o Duda reclama e aqui em casa, “ser Randico” significa azucrinar uma criança pelo simples prazer de vê-la chorar. Eu não sei porque toleravam meu pai fazer isso com o filho dozôto, mas eu vejo o Azamba e compreendo um pouco. Até porque, tanto ele não chega aos pés do meu pai em termos de azucrinação, quanto eu falo pra ele parar de azucrinar, coisa que não via os pais fazendo enquanto meu encarnava seu espírito de porco.

Agora é hora de abrir mais uma na caminhada rumo aos 40, falta menos que 2 e aparentemente, a vida tá entrando bem nos eixos, já não era sem tempo.

Só falta a Laura voltar…

Anúncios

3 Comentários on “Maminha na Pressão!”

  1. Riccardo Joss disse:

    É incrível com ler o seu blog sempre traz uma mensagem que me faz, pelo menos tentar, ser uma pessoa um pouco melhor. Eu sou muito ‘Randico’ com o Caíque, a ponto de ele, com 2 anos, me ameaçar de morte. Vou parar com isso. Mais uma lição do Febre Alta.

  2. Tenho a mesma sensação quando reúno alguns amigos aqui em casa, com filhos e sem filhos, mas todos cheios de histórias para contar e brigas para brigar, mas sempre muitas risadas e a espera do próximo encontro, que às vezes demora mais do que gostaríamos devido a agenda atribulada e corrida de todo mundo…
    No fim acabamos ficando como nossos pais mesmos, como diria aquele cantor bigodudo que meu coroa detestava…

  3. […] lendo um post lá no Febre Alta quando bateu aquela vontade, por motivos óbvios, de ouvir Walverdes. Fui direto no […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s